Carlota de Barros


Carlota de Barros
, poetisa, cabo-verdiana, acarinhada por todos com um “nominho” bem cabo-verdiano de “Lilica”, é filha de Hermano de Pina e de sua amada Ana de Barros “Aninhas”, esse par romântico que inspirou o poeta Eugénio Tavares a compor a morna “Força di Cretcheu” poema máximo do Amor Cabo-Verdiano.

Nascida na Ilha do Fogo, com pena dos bravenses que gostariam que ela tivesse nascido na Ilha Brava, tal como os seus progenitores, a Carlota é uma beleza de Mulher Cabo-Verdiana tal como Eugénio Tavares descreveu sua mãe nesse romance de amor só igual em Paulo e Virgínia.

Fez a licenciatura em Filologia Germânica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, dedicou-se ao Ensino em Cabo Verde e Portugal e vive hoje uma merecida reforma ao lado do seu marido Abílio Areal Alves, repartida entre sua casa em Benfica e a casa paterna do marido em São Nicolau – Cabo Verde.

Filha da Musa que inspirou Eugénio Tavares a compor tão belos poemas para o seu amigo Hermano de Pina, Carlota é toda ela uma poesia bonita, morena, cabo-verdiana, de um grande encanto e ternura.

Assim, não admira que Carlota nos tenha vindo surpreender com os seus versos repassados de amor ao estilo de Eugénio Tavares e de Cabo Verde, aquela terra de Mornas e de Encantos.